Páginas

VÍDEO DO DIA

O nosso mundo

No meu segundo CD, Twítticas - a poesia concisa do contemporâneo, haverá citações breves (twítticas) de poemas de Florbela Espanca. Esses trechos permearão as canções, fazendo um link entre elas de forma que todas as canções pareçam nunca acabar.

Essas poesias serão declamadas por vários convidados ilustres. E o primeiro foi Gil Filipe, ator português de grande talento. Uma honra e alegria: agradeço de todo coração. Ficou ótimo.

Ouçam, O nosso mundo:
http://tramavirtual.uol.com.br/musica/tocar/368700/
Baixem e compartilhem livremente.

O nosso mundo
(Florbela Espanca)


Eu bebo a Vida, a Vida, a longos tragos
Como um divino vinho de Falerno!
Poisando em ti o meu amor eterno
Como poisam as folhas sobre os lagos…

Os meus sonhos agora são mais vagos…
O teu olhar em mim, hoje, é mais terno…
E a Vida já não é o rubro inferno
Todo fantasmas tristes e pressagos!

A vida, meu Amor, quer vivê-la!
Na mesma taça erguida em tuas mãos,
Bocas unidas hemos de bebê-la!

Que importa o mundo e as ilusões defuntas?…
Que importa o mundo e seus orgulhos vãos?…
O mundo, Amor?… As nossas bocas juntas!…