Páginas

VÍDEO DO DIA

Galldino - Àquela - Twítticas

É de Campinas ou das cidades próximas? CLIC AQUI!
Colabore com a nossa "caixinha" de e-mails. Deixe o seu aqui ao lado!


O clip está chegando. Ele custou R$200,00

No primeiro passo (escolher uma forma para o repertório que comporia meu segundo CD), decidi fazer letras claras e simples que se enquadrassem na linguagem das redes sociais, mas com um conteúdo poético. Surgiu então a ideia das "Twítticas": canções moldadas no famoso micro-blog. Pra coisa ficar mais elegante, coloquei algumas partes em inglês ou espanhol.

A partir daí, letras prontas, veio o desafio dos arranjos. Escolhi escrever tudo no meu computador: cada nota ouvida foi previamente definida em arranjos minuciosamente escritos e pensados. E os instrumentos foram escolhidos dentre aqueles que eu mesmo pudesse tocar.

Em seguida o passo decisivo: como gravar um CD quase sem ter dinheiro? Resolvi então produzir tudo em casa, numa forma que eu chamaria de CiberArtesanal, mas que poderia se chamar também "se vira, pobre!".

Deu certo.

Hoje lanço na rede a primeira música resultante dessa experiência. A letra cabe nos 140 caracteres de um post de twitter; todos os instrumentos foram tocados por mim; todas as vozes são minhas; a "bateria" é o resultado de sons vocais, estalos de dedos, tapas nas pernas, murros no peito… E quase tudo foi gravado em casa.

Mas, pra lapidar, levei a obra ao mesmo engenheiro de som do "Entrada para raros" e do "OctOpus", Ronaldo Rossato. Fizemos as gravações mais delicadas, edições e mixagens.

Pra cantar a versão em inglês da primeira canção a ir pra rede, chamei Rodrigo Del Arc: ficou ótimo!

O próximo passo será disponibilizar, além da música pronta, da letra e das cifras, cada instrumento em faixas individuais e suas partituras na grade geral do arranjo num songbook feito por mim durante a produção.

Custo da primeira música: R$500,00. Claro que aí não entram minhas execuções, arranjos e etc. Afinal, não cobro nada de mim pra mim.

E pra vocês? Tudo grátis na rede!

Individualmente essas coisas já são comuns, até... Mas o conjunto dessa empreitada soa um tanto fora do habitual, não é mesmo?

Com vocês, a primeira produção CiberArtesanal de
"Twítticas - a poesia concisa do contemporâneo":


Àquela (clic aqui!)
O download é grátis. Compartilhe!

A letra em um único post do twitter.



A canção já nasce com quase 50 mil hits da versão voz/violão.





Assistam à Vejam:



Ama a vida e segue!
@galldino