Páginas

VÍDEO DO DIA

Sua diária no hotel mais cara. Razão: ECAD!

É de Campinas ou das cidades próximas? CLIC AQUI!
Colabore com a nossa "caixinha" de e-mails. Deixe o seu aqui ao lado!

Hotel deve pagar direitos autorais se tiver TV ou rádio nos quartos, diz STJ.

Tribunal entende que hotéis são locais de frequência coletiva.
Cabe recurso da decisão no próprio tribunal.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) divulgou nesta segunda (23) que a Segunda Seção do tribunal julgou que hotéis com televisão ou rádio nos quartos devem pagar direitos autorais ao Escritório Central de Arrecadação de Direitos (Ecad), que é responsável por arrecadar e distribuir direitos autorais. Cabe recurso da decisão no próprio STJ.
Segundo a assessoria do STJ, a maioria dos hoteis já estaria pagando os direitos autorais. A decisão do tribunal vale para todos os estabelecimentos, segundo a assessoria.
De acordo com a assessoria da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), a entidade ainda não tem um posicionamento sobre a questão porque precisa se reunir com as associações estaduais. Por enquanto, a assessoria informa que os hotéis pagam pela execução de obras em áreas comuns do estabelecimento, e não nos quartos.
O entendimento do tribunal se deu a partir do julgamento de um recurso do Ecad contra um hotel de Porto Alegre (RS), que, segundo o STJ, propôs ação de declaração de inexistência de débito com o Ecad, após se recusar a pagar boletos bancários emitidos pela entidade.
Segundo assessoria do STJ, a defesa do Ecad afirmou que os quartos de hotel seriam locais de frequência coletiva e o hotel alegou que quartos não são considerados locais de frequência coletiva, mas de uso exclusivo dos hóspedes.
De acordo com o voto do relator do processo, ministro Sidnei Beneti, a Lei 9.610/98 mudou o entendimento das cobranças realizadas pelo Ecad. A partir dela, o STJ entende que é devido o pagamento de direitos autorais uma vez que os hotéis são considerados locais de frequência coletiva e, portanto, a execução de obras em tais locais caracterizou-se como execução pública.
Antes dessa lei, rádio e televisão dentro dos quartos eram entendidos como execução de caráter privado e, assim, a presença deles não configurava caso de pagamento ao Ecad.
Investigação
A Mesa do Senado leu, na última terça-feira (17), requerimento para a instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o Escritório Central de Arrecadação de Direitos, protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).

***

Agora, aqui pra gente: você tem alguma dúvida de que esse valor será repassado pra diária do hotel?

Ama a vida e segue!
@galldino