Páginas

VÍDEO DO DIA

Tá me achando com cara de otário, produtor???

Leia também: Fred (Flintstone)

Enquanto alguns pretendem desqualificar de forma barata e generalizada a importância da internete como meio de propagação de ideias e de debates, outros buscam afirmar novas formas de manifestação cultural, de pressão política e de sociabilização nela.

Diante da campanha para humilhar os artistas que liberam sua obra na rede eu só posso considerar que alguém “está com mais de uma ‘hora’ de atraso” na história da comunicação. E pergunto: “tá me achando com cara de otário?”

Minha “irritação” vai em forma de troça e (auto)zombaria:

(vídeo: Andréa Barbour)
 

SÓ POSSO SER OTÁRIO MESMO! Continuarei doando música com minha cara de "idiota"!

Piadas a parte, nós, integrantes d'O Teatro Mágico, com o engajamento público e, principalmente, DO público, sabemos da importância desta rede mundial (de computadores? não!) de seres humanos dispostos a uma nova "consciência e junventude", a um "mistério novo" e a uma nova relação do capital (solidário) cultural: INTERDEPENDÊNCIA.

Esta é a palavra chave para um círculo saudável "octópico" (utópico): criadouro-criador-criatura-usuário-consumidor-propagador-reciclador.

Ontem conseguimos, mais uma vez, mobilização e sincronia "ao incentivar o uso da hashtag #RefDirAutoral, que ficou em 4º lugar no Top Twitter Brasil” dando visibilidade ao ato de reforma dos direitos autorais, questão que nos diz respeito à todos.

PARABÉNS!

Leia mais neste link!

Vamos manter um diálogo saudável.
Ama a vida e segue!
@galldino